O tudo de Deus para você... e o tudo de você para Deus  

By Paulo Cesar

Com certeza estamos cansados de quase sermos alguma coisa, quase alcançarmos, quase termos fé, quase conseguirmos a bênção. A Bíblia não aponta em tempo algum para "quase". Não diz quase plenitude de Deus, não diz quase santos, quase humildes, quase abençoados, quase salvos. A Bíblia aponta para uma plenitude, para uma totalidade, para uma completude que emana de Deus para as nossas vidas e que já está pronta e disponível a cada um de nós, e precisamos descobrir isso. Deus lamentou em Oséias 4:6: "o meu povo perece porque lhe falta conhecimento".

É preciso que o Espírito Santo mude a postura da nossa mente no que diz respeito ao recebimento, à compreensão de cada um, porque nós não podemos viver uma postura religiosa, de ir aos cultos aos domingos, só para ouvir religiosamente, pensando que é um dia no qual recebemos ânimo para enfrentarmos a barreira da semana que a gente não agüenta. Essa postura precisa mudar em nome de Jesus, porque o lugar da celebração é lugar de suprimento e quando você sai, cada realidade da palavra que você ouviu se manifestará.

Vamos receber o conhecimento que vem da parte de Deus para entender a dimensão das coisas que o Senhor tem pra nós e sairmos da religiosidade. A Bíblia diz que Jesus está assentado à direita do Pai (Hb 12:2) e nós estamos assentados juntamente com Ele (Ef 2:6). Temos amparo n'Ele. Estamos aqui fisicamente, mas espiritualmente estamos lá, com o Pai. Isso é a realidade da sua vida e ninguém vai lhe deter, no poder e na autoridade do nome de Jesus.

Jesus Cristo nos defende à direita do Pai e todos nós, aqui em baixo, estamos com Ele reinando e O representando legalmente, estabelecendo o Reino d'Ele, para que seja feita a Sua vontade assim na terra como é feita nos céus. Só que Deus sabe que, além de nos assentarmos nas regiões celestiais, temos que saber outra coisa: Ele tem que fazer uma outra coisa, que é o que o texto diz em Efésios 3:14-21:

"Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo (...) para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior; para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, poderdes perfeitamente compreender (...) qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Ora, Àquele que é poderoso para fazer tudo infinitamente mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a Ele seja a glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém".

Paulo ora para que os gentios entendam que temos o mesmo direito de filhos que Israel tem. Dentro de nós jorra o sangue de um judeu: Jesus, que nos purifica de todo o pecado. E não há diabo, mundo, circunstância, carne que mude isso. Todos terão que engolir essa verdade e ficar debaixo de nossos pés. Precisamos assumir a postura que nos é devida contra as coisas que se opõe a Deus. O que flui em nós não é qualquer coisa, é a vida de Deus.

Paulo também ora para que sejamos fortalecidos no nosso homem interior. Todas as vitórias em nós encontram força de dentro para fora. A expressão do que somos por fora é reflexo de como estamos por dentro. E o que Paulo diz é que essas verdades poderosas que arrebentam o inferno, elevam a nossa moral diante de Deus e de todas as coisas. Por isso, essas verdades devem ser fortalecidas e profundamente claras em nós, porque, se estamos fortalecidos por dentro, estamos fortalecidos por fora e, se estamos fortalecidos dentro e fora, ninguém nos detém e ninguém nos segura. Nos tornamos imbatíveis.

Paulo estava de joelhos. Por que de joelhos? Porque, para esse entendimento, é necessário um quebrantamento profundo das estruturas de mente que o homem tem. Para entender isso você tem que romper com as estruturas velhas de mente que você possui, mudar a sua postura religiosa para uma genuinamente espiritual. Por exemplo, mude a sua postura de egocentrismo, para uma postura de serviço a Deus e serviço ao próximo como testemunho de que você ama a si mesmo. O amor é o vínculo da perfeição. Jesus disse que temos que amar o próximo como a nós mesmos e o verdadeiro testemunho de amor ao próximo é quando ando em direção a ele para o abençoar, para que não haja ninguém na Igreja de Jesus desamparado. A Bíblia diz que se eu não amo os da minha casa, sou pior do que o incrédulo (I Tm 5:8). Diz também que temos que fazer o bem primeiro aos domésticos da fé. O Reino de Deus é amor e devemos amar nossos inimigos.


Pr. Marcel Alexandre da Silva

This entry was posted on 23:35:00 . You can leave a response and follow any responses to this entry through the Assinar: Postar comentários (Atom) .

1 comentários

Lindas orações ,se as pessoas ao invés de ficarem fazendo maldades,fosem para alguma religião o mundo com certesa não estaria assim.Fique com Deus,juntamente com sua familia.Um abraço