FATO 69 - O OLHO DO ANTICRISTO  

By Paulo Cesar

"A espada cairá sobre o seu braço e sobre o seu olho direito; e o seu braço completamente se secará, e o seu olho direito completamente se escurecerá." [Zacarias 11:17b]

Um artigo que foi incluído na seção de notícias diárias em 7 de agosto de 2008 chamou minha atenção e me motivou a fazer uma pesquisa adicional. O título era: "Por Que o Olho dos Illuminati Infesta as Igrejas Cristãs?" e o subtítulo dizia que o símbolo ocultista "aparece em todo o mundo".
Embora eu soubesse que aquilo era verdade, o artigo em http://www.prisonplanet.com/why-does-the-illuminati-eye-infest_chri... continha as seguintes citações sobre algo que eu não sabia: "O autor atribui o olho a uma representação do Dajjal, ou 'o Cristo Impostor', uma figura maligna na escatologia islâmica que supostamente retornará como um falso profeta antes do Dia do Juízo. De acordo com uma descrição: 'Dizem que ele terá um olho danificado e o outro será normal.'" (Além disso, o artigo inclui um vínculo para um vídeo do YouTube que mostra várias igrejas em todo o mundo em que o olho aparece de forma proeminente.)
Para saber mais sobre o assunto do "Dijjal", consultei a enciclopédia on-line Wikipedia:
"Dajjal é uma palavra árabe comum, usada no sentido de "falso profeta", mas al-Masih ad-Dajjal, com o artigo definido, refere-se ao "impostor", um enganador específico do fim dos tempos. O termo al-Masih ad-Dajjal (árabe para "falso messias") é uma tradução literal do termo siríaco Msih Daggala, que esteve no vocabulário comum do Oriente Médio e foi adaptado para a língua árabe 400 anos antes do Qur'am por meio da Peshitta (que usa o termo em lugar do gregoantichristos).
"A crença baseia-se nos eventos antes do Dia do Juízo perto da Segunda Vinda do Cristo, quando al-Dajjal, que terá seu olho direito cego, reunirá um exército formado por aqueles que foram enganados por ele e os liderará em uma guerra contra Jesus, que estará acompanhado pelo exército dos justos."
"Ele aparecerá em algum lugar entre a Síria e o Iraque; nesse tempo Jesus retornará e o Imam Mahdi derrotará ad-Dajjal na Palestina. Ele viajará por todo o mundo durante quarenta dias pregando suas falsidades, mas não conseguirá entrar em Meca ou em Medina."
"Linguisticamente, a razão para o nome dele ser al-Masih ad-Dajjal é simplesmente por que masih é um título dado àquele que viaja muito para aumentar sua influência no mundo. Jesus também é chamado de masih, pois também percorrerá o mundo inteiro para pregar justiça e a virtude, enquanto que Dajjal viajará por todo o mundo para fazer exatamente o contrário. Ele receberá o controle de todo o mundo, que é a razão específica para ele ser chamado de masih. Essencialmente, Jesus é o masih da virtude e da justiça; Dajjal é o masih do mal." [Tradução nossa].
Não é interessante que o Islã tenha uma tradição referente ao Anticristo e que ele terá o olho direito danificado? Não há dúvida que esse detalhe foi obtido da Bíblia cristã, porque o seguinte verso em Zacarias foi escrito quinhentos anos antes de Cristo — enquanto que as cópias mais antigas do Alcorão datam aproximadamente do ano 750 DC:
"Ai do pastor inútil, que abandona o rebanho! A espada cairá sobre o seu braço e sobre o seu olho direito; e o seu braço completamente se secará, e o seu olho direito completamente se escurecerá." [Zacarias 11:17; ênfase adicionada].
Muitos professores conservadores da Bíblia acreditam que essa citação de Zacarias refere-se ao Anticristo. Se você me permite, gostaria de lhe oferecer algumas evidências que não somente apóiam essa premissa, mas também lançam uma luz sobre a verdadeira natureza do assim chamado "Olho Que Tudo Vê de Deus", que é encontrado em tantas igrejas!
Primeiro de tudo, os seguintes artigos da Cutting Edge estabelecem o fato que o símbolo é derivado do egípcio "Olho de Hórus", e que foi trazido para nossa cultura pela Maçonaria:
Quando examinamos o verso citado anteriormente, vemos que o "pastor inútil" não somente perderá a visão de seu olho direito, mas também que um de seus braços ficará inutilizado. Que braço será? Não posso ser dogmático aqui, mas em minha opinião, será o braço direito, por causa de diversas referências na Bíblia sobre a mão direita e ao braço direito de Deus — símbolos poderosos de Sua soberana majestade e poder, que o Diabo quer usurpar. Portanto, como o símbolo do olho direito é geralmente aceito como uma representação da inteligência, e o braço da força, o fato de o Anticristo ser privado de ambos será uma poderosa declaração de Deus sobre o plano ridículo de Satanás de substituí-Lo!
"Mas, no fim do seu reinado, quando acabarem os prevaricadores, se levantará um rei, feroz de semblante, e será entendido em adivinhações." [Daniel 8:23].
Acredito que muitos comentaristas erraram o alvo por não reconhecerem que Daniel 8:23 é também uma descrição do Anticristo e não está limitado somente a Antíoco Epifânio — o cruel rei sírio que oprimiu Israel após a morte de Alexandre, o Grande. No que se refere à algumas profecias bíblicas, precisamos reconhecer que há um aspecto duplo para elas, pois contém um "cumprimento próximo" a ser seguido por um "cumprimento no futuro distante". Em outras palavras, o que Antíoco Epifânio fez contra os judeus de seu tempo foi um prenúncio do que o Anticristo fará com eles no futuro, em uma escala muito maior. O "semblante feroz" desse futuro rei pode descrever uma face que foi terrivelmente ferida pelo golpe de uma espada:
"E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta." [Apocalipse 13:3].
Há também algo mais aqui que acho que deveria ser considerado. Se de fato o uso da mão direita ficará impossibilitado, poderia não ser essa a base ocultista para o "caminho da mão esquerda" da Magia Negra e satanismo? O Diabo também sabe ler, de modo que conhece o que a Bíblia diz sobre esse tempo no futuro quando seus homens governarão e reinarão sobre a Terra durante sete anos! Por causa dessas profecias na Palavra de Deus, o Diabo sempre soube o tempo todo o destino final que o aguarda — então por que não tentar compensar fazendo os princípios e dogmas de sua falsa religião serem "da mão esquerda?"
Devido à perda da visão em seu olho direito, o Anticristo terá de depender de seu olho esquerdo e é aqui que este assunto se torna interessante! Após examinar atentamente cada gravura que consegui encontrar em que o "Olho Que Tudo Vê" é claramente definido, fiquei admirado ao descobrir que muitos deles são olhos esquerdos! Mas como é possível determinar isso? Você pergunta. A resposta é que tudo o que precisamos fazer é observar a localização da "carúncula" — a prega da conjuntiva, em forma de um pequeno cone avermelhado, situada no ângulo interno do olho. (A função da carúncula é canalizar as lágrimas até o 'saco lacrimal', que então as bombeia para fora do duto lacrimal e para dentro da cavidade nasal — desse modo mantendo-a umedecida. A localização da carúncula determina se um olho esquerdo ou direito está sendo retratado. Se a carúncula estiver no lado esquerdo do globo ocular quando visto por outra pessoa, então o olho é esquerdo, e vice-versa. Além disso, em muitos casos a pálpebra é ligeiramente mais larga no lado oposto da carúncula. (Isso é verdadeiro para meus próprios olhos.) Assim, com esses fatos em mente, vamos considerar algumas gravuras e verificar se existe alguma justificativa para essas suposições:
O seguinte é, sem dúvidas, o exemplo mais amplamente conhecido do "Olho Que Tudo Vê" que existe! Observe que a pálpebra está bem maior do lado oposto ao da carúncula. Como sabemos que os maçons foram responsáveis por colocarem esse símbolo no "Grande Selo dos Estados Unidos" e que subsequentemente o colocaram no verso da nota de um dólar, os detalhes específicos devem ser vistos como exatos, a partir de um ponto de vista ocultista.
Ao encerrar, quero direcionar sua atenção a um artigo sobre o filme "A Paixão", de Mel Gibson. O título desse artigo é "Por Que o Simbolismo do Anticristo É Mostrado de Forma Tão Proeminente em 'A Paixão'?", que pode ser lido no FATO 70, a seguir.
Nesse filme, o 'cristo' é retratado com seu olho direito totalmente inchado — e fechado — após ser surrado pelos soldados romanos. Mas, como o artigo explica, o que pensamos que estamos vendo não é sempre o que parece!
Autor: Pr. Ron Riffe

Quando Oramos!  

By Paulo Cesar

Introdução: O versículo 31 começa dizendo: “tendo eles orado”. 
Quando oramos, o Senhor se manifesta trazendo transformações.
Vejamos abaixo trajetórias dos discípulos da Igreja Primitiva:

1. Foram novamente fortalecidos por Deus.
“Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos.
Todos ficaram cheios do Espírito Santo 
E com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus” (v.31).
Os discípulos receberam intrepidez para a pregação do Evangelho.
 Através do poder do Espírito Santo.
A eficácia na pregação vem através do Espírito Santo.

2. Renunciaram as suas preferências, os seus reinos pessoais.
“Da multidão dos que creram era um o coração e a alma” (v.32a).
Significa: “Todos os que creram pensavam e sentiam do mesmo modo”.
Havia unidade, comunhão entre eles (Sl 133; Gn 11.6).
O mais importante era o coletivo.

3. Estavam despreocupados das coisas terrenas.
“Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía.
Tudo, porém, lhes era comum” (v.32b).
Não viviam ansiosos pelo dia de amanhã (Mt 6.24-34)
Tudo era distribuído por todos e para todos.

4. Receberam poder para anunciar a Palavra.
“Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus” (v.33a).
Os discípulos anunciavam a Palavra debaixo da Unção e do poder do Espírito Santo.
Se desejamos ser eficientes em tudo que fazemos.
É necessário intimidade com Deus através da oração.

5. Foram cheios com a plenitude da Graça.
“e em todos eles havia abundante graça” (v.33b).
Mas, afinal o que é Graça?
a.O amor de Deus que salva as pessoas e as conserva unidas com Ele
(Sl 90.17; Ef 2.5; Tt 2.11; 2Pe 3.18).
b. A soma das bênçãos que uma pessoa, sem merecer, recebe de Deus
(Sl 84.11; Rm 6.1; Ef 2.7).
c. A influência sustentadora de Deus que permite que a pessoa salva continue fiel e firme na fé.
(Rm 5.17; 2Co 12.9; Hb 12.28).
d. Louvor; gratidão (Sl 147.7; Mt 11.25).
e. Boa vontade; aprovação (Gn 6.8; Lc 1.30; 2.52).
f. Beleza (Pv 31.30).
g. Bondade (Zc 12.10).
h. “De graça” é “sem pagar” (Gn 29.15; Mt 10.8).

6. Viveram e cuidaram uns dos outros.
“Pois nenhum necessitado havia entre eles, porquanto os que possuíam terras ou casas. 
Vendendo-as, traziam os valores correspondentes e depositavam aos pés dos apóstolos. 
Então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade” (vs.34, 35).
Através de uma vida de oração os discípulos venceram o egoísmo.
Veja o que diz 1 Tm 5.8: 
“Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa.
Tem negado a fé e é pior do que o descrente”.

Conclusão: 
Quando oramos, o lugar treme, ficamos cheios do Espírito Santo.
 E consequentemente recebemos coragem para vencer.

Mulher  

By Paulo Cesar

Parabéns 

Para os meus amores,as 3 mulheres da minha vida e a todas as mulheres pelo seu dia.




Bem aventurada a mulher que cuida do próprio perfil interior e exterior, porque a harmonia da pessoa faz mais bela a convivência humana. Bem aventurada a mulher que, ao lado do homem, exercita a própria insubstituível responsabilidade na família, na sociedade, na história e no universo inteiro. Bem aventurada a mulher chamada a transmitir e a guardar a vida de maneira humilde e grande. Bem aventurada quando nela e ao redor dela acolhe faz crescer e protege a vida. Bem aventurada a mulher que põe a inteligência, a sensibilidade e a cultura a serviço dela, onde ela venha a ser diminuída ou deturpada. Bem aventurada a mulher que se empenha em promover um mundo mais justo e mais humano. Bem aventurada a mulher que, em seu caminho, encontra Cristo: escuta-O, acolhe-O, segue-O, como tantas mulheres do evangelho, e se deixa iluminar por Ele na opção de vida. Bem aventurada a mulher que, dia após dia, com pequenos gestos, com palavras e atenções que nascem do coração, traça sendas de esperança para a humanidade.



SÚPLICA E CONFIANÇA  

By Paulo Cesar

Inclina, SENHOR, os teus ouvidos, e ouve-me, porque estou necessitado e aflito.
Guarda a minha alma, pois sou santo: ó Deus meu, salva o teu servo, que em ti confia.
Tem misericórdia de mim, ó Senhor, pois a ti clamo todo o dia.
Alegra a alma do teu servo, pois a ti, Senhor, levanto a minha alma.
Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam.
Dá ouvidos, Senhor, à minha oração e atende à voz das minhas súplicas.
No dia da minha angústia clamo a ti, porquanto me respondes.
Entre os deuses não há semelhante a ti, Senhor, nem há obras como as tuas.
Todas as nações que fizeste virão e se prostrarão perante a tua face, Senhor, e glorificarão o teu nome.
Porque tu és grande e fazes maravilhas; só tu és Deus.
Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua verdade; une o meu coração ao temor do teu nome.
Louvar-te-ei, Senhor Deus meu, com todo o meu coração, e glorificarei o teu nome para sempre.
Pois grande é a tua misericórdia para comigo; e livraste a minha alma do inferno mais profundo.
Ó Deus, os soberbos se levantaram contra mim, e as assembléias dos tiranos procuraram a minha alma, e não te puseram perante os seus olhos.
Porém tu, Senhor, és um Deus cheio de compaixão, e piedoso, sofredor, e grande em benignidade e em verdade.
Volta-te para mim, e tem misericórdia de mim; dá a tua fortaleza ao teu servo, e salva ao filho da tua serva.
Mostra-me um sinal para bem, para que o vejam aqueles que me odeiam, e se confundam; porque tu, Senhor, me ajudaste e me consolaste.

Salmos 86:1-17

Família: Visão de Deus para o governo da terra  

By Paulo Cesar

E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente. Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre o homem, e este adormeceu; tomou-lhe, então, uma das costelas, e fechou a carne em seu lugar; e da costela que o Senhor Deus lhe tomara, formou a mulher e a trouxe ao homem. Então disse o homem: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne. E ambos estavam nus, o homem e sua mulher; e não se envergonhavam.” (Gn 2:7,21-25)

A Igreja do Senhor Jesus deve promover uma cura completa no espírito, alma e corpo. “E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. (I Ts 5:23). Se estivermos curados, as lutas e os ataques externos em nosso casamento, nossa família se tornarão em nada.
 
Deus formou o primeiro casal com um propósito específico: dominar. Este dominar se refere a um governo físico e espiritual. A pergunta é:como estabelecer o governo através da Família:
 
1. GANHAR toda a Família

Vamos cumprir o chamado da Visão Celular no Governo dos 12 começando em casa, fazendo campanhas de oração e jejum em prol de familiares, estabelecendo alvos para ganhar: avós, pais, irmãos, tios, primos. Assim enfraquecemos as forças espirituais e atamos os demônios da idolatria, trazendo a unção de salvação para toda a família.

Todos os casais envolvidos na Visão Celular têm alcançado conquistas em muitas áreas de suas vidas, inclusive no âmbito familiar. E para isto é preciso:

1.1. Ganhar a confiança do cônjuge.
O diabo tem trabalhado na desconfiança. Muitos cônjuges não confiam mais um no outro. Relacionamentos desgastados e enfraquecidos. Podemos compará-los ao alicerce de uma construção, que não estão bem firmados e por isso trazem insegurança.

Muitos líderes tem credibilidade fora de casa, são tremendos empresários, atletas, grandes líderes espirituais, e dentro de casa não possuem credibilidade, a confiança foi abalada, porque é no dia a dia que conhecemos as pessoas e ninguém melhor do que o cônjuge e os filhos para dizerem quem somos de fato.
Que Deus nos faça os maiores conquistadores de toda a terra, e principalmente que o cônjuge e os filhos, possam viver uma vida de vitória, com o que vivem no cotidiano.

2. CONSOLIDAR a Família.

Podemos definir consolidar como entregar-se completamente. A consolidação dentro do lar exige investir tempo com os domésticos da fé. Ninguém consolida discípulos se não se entregar completamente. Não como consolidar a família se não tivermos qualidade de tempo. Precisamos nos importar com as necessidades.

a) Cônjuge
Separe um tempo do seu dia para a comunicação. Isto fará diferença em seu casamento, sentar juntos para conhecer o coração um do outro, saber quais sãos sonhos do coração de seu amor, quais as maiores dificuldades e o que você pode fazer para ajudar? Estar envolvido um com o outro, nos faz sentir importante e valorizado.

Querido líder aprenda a viver cada minuto do seu dia conquistando algo. É hora de consolidação em nosso casamento, vamos voltar a geração Isaque e Rebeca. Isaque orou muitos anos para que Deus abrisse a madre de sua esposa e teve essa postura diante de Deus porque sentia a dor de sua esposa. Deus os honrou e deles saíram os patriarcas das 12 tribos de Israel.

b) Filhos
Faremos história com nossos filhos, não com as nossas palavras, mas com os nossos atos. Sentar com os filhos, faz toda a diferença. Precisamos saber o que nossos filhos esperam de nós, no que precisamos melhorar, assim estaremos aprendendo e ensinando ao mesmo tempo. Nossos ensinamentos marcarão as vidas de nossos filhos pela eternidade. “Instrui o criança no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele”. (Pv 22:6)

Quando você chegar em casa sente com os seus filhos, converse, brinque com eles e depois você colherá os frutos. Nossos filhos são dádivas de Deus “Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão”. (Sl 127:3)

A Bíblia relata várias histórias de patriarcas que foram grandes conquistadores, mas que falharam na família como: Abraão, que foi um excelente líder, mas falhou com os filhos; Davi, o maior rei de Israel, consolidou todo o reino, porém, não viu as necessidades do primogênito Amnom, aquele que seria o herdeiro do trono, por esta falha perdeu muitas coisas.
É chegado o tempo de vitórias e conquistas. A consolidação familiar nos levará a consolidar as multidões.
 
3. Discipulado Familiar
Discipulado se traduz em maturidade, crescimento. Como casal é importante sentarmos juntos para lermos a Bíblia e meditarmos nas suas verdades. Vivemos em um tempo de muitas atividades e compromissos, que muitas vezes nos fazem esquecer dos ensinamentos de Deus. Precisamos constantemente retornar à Palavra. “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te. Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por frontais entre os teus olhos; e as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas”. (Dt 6:5-9)

É assim que devemos viver em família, para que todos tenham um conhecimento pleno da Palavra de Deus.

Todo casal que estuda e pesquisa junto cresce em maturidade espiritual e intelectual e tem mais unção para doutrinar os filhos. Isto fala de discipulado.
 
4. Enviar em unidade

Quando falamos em unidade traduzimos em equipe. Toda a família é uma equipe. Quando um casal se une com os filhos no mesmo propósito se tornam uma equipe poderosa e cumprem o Ide de Jesus. Tudo o que fazemos em equipe, realizamos mais rápido. “Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Pois se caírem, um levantará o seu companheiro; mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa”. (Ec 4:9-12)

É tempo de nos unirmos em casa e juntos fazermos história, a história de uma família que cumpriu o chamado do Senhor. E então, colheremos as promessas contidas na Palavra.
Pr. Wilson Ayub Jr. - MIR

Maturidade em meio à crise...  

By Paulo Cesar

Maturidade em meio à crise é a garantia do suprimento que vem do Alto

Crise é um tempo propício para se desenvolver maturidade e colher prosperidade no mesmo terreno em que a maioria só enxerga sequidão e escassez!



O Deus que servimos não mente jamais em Sua promessa. Em Gênesis 26:12, Ele diz: “E semeou Isaque naquela mesma terra, e colheu naquele mesmo ano cem medidas, porque o Senhor o abençoava.”
Há uma narrativa de que um povo todo entrou em crise, mas um homem chamado Isaque pediu a bênção para plantar na crise, e, quando ele plantou, aconteceu o sobrenatural. Mesmo a terra sendo seca e deserta, a Bíblia diz que houve colheita.
Prosperidade em meio à crise
Quem é que no meio de uma crise fica rico? Isaque ficou. Nós, como filhos de Deus, também podemos ficar. Não estamos em crise, mas em Cristo. A crise pode ser a nossa chance para darmos uma resposta de que enquanto há pessoas profetizando desgraças, há um povo associado a Deus de acordo com os princípios da Palavra. Não existe promessa para a crise, mas existem promessas para os filhos de Deus.
Saiba que independente do que vão dizer de você, ou do que você está vivendo, Deus está escrevendo uma nova história para você. É tempo de provisão e de conquista! As comportas dos Céus vão se abrir, porque Deus vai fazer isso.
A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. Isto é, você pode plantar o que desejar, mas saiba que   depois de plantar não pode mudar de ideia e desejar colher laranja só porque descobriu que limão é muito azedo.
Tudo no Planeta se move por semente de vida ou semente de morte. A Terra é movida pelas sementes. Deus fez assim, conforme registrado em Gênesis 1:8 e versos seguintes. A Bíblia registra que Deus encheu o Planeta de sementes. O planeta Terra é um grande celeiro, um grande armazém. Então, como filhos, devemos fazer bom uso dessas sementes.
A semente tem dois destinos:
1. Ser lançada na terra.
2. Dar provisão.
Quando você entende o poder da semente, você sabe que se comer todas as sementes, a terra ficará sem o ingrediente principal para devolver os frutos. Quando você coloca uma semente na sua mão e olha para essa semente, o que vê? Você pode ver uma floresta, porque a semente tem a função de ser reprodutora de outras sementes.
Sementes falam de colheita, de provisão, de prosperidade. O primeiro destino da semente é para plantar, e o segundo é para colher. Só que eu não posso comer a semente destinada a ser plantada, porque ela é selecionada. Ela será a melhor semente. É a semente que foi passada pelos crivos do agricultor, do homem da terra.
Em Gênesis 41, José diz a Faraó: Se você acumular as sementes da terra, 20% do que vamos colher nos próximos 7 anos, não haverá crise, catástrofe, seca, porque essas semente vão produzir e trarão milhões e milhões de riquezas, provisões para o seu reino e de todos aqueles que estão debaixo de você.
Aqueles que sabem distribuir as sementes e têm o entendimento da semente que é guardada para plantar e para comer, jamais terão dificuldades na sua vida. O problema é que nós, seres humanos, por sermos hedonistas, preocupamo-nos somente conosco, não temos a visão de guardar provisões, ficamos em ruínas e catástrofes, e quando chega o momento em que todos falam apenas sobre a crise, perguntamos onde está a provisão.
As sementes são uma iniciativa divina
Foi Deus quem criou e deu ordem para as sementes. Cada semente tem o seu DNA próprio para germinar no dia específico. Jesus disse: “Eu sou o grão de trigo que caiu do céu e que entrou e brotou na terra e deu fruto”. Jesus é o que Ele é porque um dia Ele foi grão e semente. Cada um de nós que está aqui hoje é uma semente profética. Cada um de nós é uma semente profética e nascemos para cumprir um alvo, uma meta e um objetivo.
Deus está despertando em nós o Seu Espírito dentro do propósito profético para sabermos quem somos. Então, se levantará em Manaus, no Brasil e nas nações homens segundo a espécie da semente dEle, homens e mulheres fiéis, de avivamento. Jesus só foi o que Ele foi, porque disse que era uma semente.
A Bíblia diz que Isaque, o filho da promessa, passou por uma das maiores crises da sua vida. O nome Isaque tem três sentidos:
1. Aquele que traz alegria.
2. Aquele que é fiel.
3. Aquele que é a resposta de Deus.
Cada um de nós deve ter essas três características. Quando Isaque nasceu, ele foi a alegria de Abraão e Sara. Ele foi a fidelidade para a sua esposa, Rebeca, e para os seus pais na nova identidade. Ele foi a resposta de Deus para a Terra.
Como eu posso entender que, sendo alegria, fidelidade e resposta de Deus, vou passar por uma crise? Como explicar o motivo de Deus pegar essa alegria, fidelidade e resposta do Trono para a Terra e colocar numa terra seca? Uma coisa é certa: todos nós que estamos no Planeta passaremos pelos testes de caráter para saber se diante da prova continuaremos fiéis, rindo e sendo resposta para uma geração.

Fonte: MIR12