Os Quatro Segredos de Jó  

By Paulo Cesar

Quantos querem agradar o coração de Deus? Quantos querem deixar Deus satisfeito com sua vida? Muitos diriam ou pensariam: “Eu! Lógico que eu quero! Quem não quer isto?”

Na Bíblia temos vários exemplos de homens que agradaram o coração do Senhor, mas além disto, nós temos o exemplo de um homem que além de agradar, Deus confiou muito nele, tanto que colocou Sua mão no fogo por esta pessoa.

Será que você tem em sua mente uma pessoa apensa que colocaria a mão no fogo por ela? E você colocaria a mão no fogo por você mesmo?

Mas quem era essa pessoa? Vamos ver!

“E disse o Senhor a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, desviando-se do mal, e que ainda retém a sua sinceridade, havendo-me tu incitado contra ele para o consumir sem causa.” Jó. 2: 3

JÓ, era este o nome dele! Mas o que há de tão especial nele? Vocês repararam que Deus cita quatro características que Jó tinha? Bem, vamos falar hoje de cada uma delas, como princípios para agradar a Deus e ser uma benção nesta terra!

1. SINCERIDADE:
Deus é apaixonado por pessoas sinceras. Pessoas transparentes, que não se escondem que não são hipócritas.

“Nota o homem sincero e considera o que é reto, porque o futuro deste homem será de paz.”Sl.37:37

Não importa o que você já fez, não importa o que você vai falar, Deus não olha palavras bonitas, Deus não olha para a aparência, mas Deus vê um coração sincero. Sabe, muitas vezes agente passa por momentos de crises, por momentos que não temos vontade de orar, que pensamos que tudo está perdido, que nossos sonhos estão muito longes, e não sabemos nem como chamar o nome JESUS! Mas se você chegar diante do nosso Pai, com um CORAÇÃO SINCERO e em lágrimas sussurrar ME AJUDA SENHOR com toda a Sua FÉ, Deus rasga os céus e vem ao seu favor, eu vivo isso!

Deus não se compraza em sacrifícios, os sacrifícios para Deus são um coração quebrantado e um espírito contrito não desprezará o Senhor!

Não esconda seus erros, confesse seja sincero diante de Deus. No livro de Geneses capitulo 3, versículo 7, o 9 ate o 13, vemos o exemplo de Adão e Eva, que ao pecar, se esconderam, e quando Deus chega no Jardim, pergunta: Onde estás? Gente, Deus já sabia onde eles estavam, mas eu creio que ali era uma oportunidade de Adão e Eva, se jogarem nos pés do Senhor e reconhecer seu pecado, mas não foi isso que fizeram. O que eles fizeram, foi o que o homem sempre faz, jogar a culpa para o outro, Adão, jogou em Eva, Eva na Serpente e ninguém foi sincero pra Deus.

Não vamos ser assim filhos e filhas, vamos ser sinceros diante de Deus e Ele nos exaltará! Seja sincero com seus atos, com seu coração e principalmente com Deus.

2. RETIDÃO, INTEGRIDADE:
Ser reto é ser integro, é ser inteiro! Jó tinha essa característica, ele não era dividido em seus pensamentos e atitudes. Ele era coerente. Temos que ser desta forma, íntegros em nossos relacionamentos com Deus e com as pessoas. Mas o problema muitas vezes reside no fato de que queremos relativizar tudo hoje, tudo depende, tudo pode, tudo pode virar gospel, muito cuidado filhos, pensem! Jovem, seja integro, é sim, sim, ou não, não.

Jó sabia dos princípios de Deus e os cumpria perfeitamente, da sua geração ele era o único. Uma pessoa integra é uma pessoa inteira, uma pessoa que deixa nas mãos de Deus todas as áreas da sua vida, ele não entrega a sua vida a Deus pela metade. Mas infelizmente o que vemos muito são pessoas que chegam diante de Deus ainda com reservas, tipo assim, na minha área espiritual, profissional e financeira o Senhor pode mexer, mas Deus, por favor, na minha área emocional, no meu namoro, nas minhas saidinhas, naquela geladinha, o Senhor não pode mexer, o Senhor não pode entrar! Misericordia! Isso é integridade? Nunca!

Jovem, entenda! Entrega teus caminhos ao Senhor deleita-te NEle e Ele concederá os desejos do teu coração! Não há mãos melhores para entregarmos nosso coração por inteiro, DEUS nunca falha, e seus caminhos são retos, e de paz!

Integridade também tem a ver com constância, com pensamento firme, decisão de ser reto, de ser integro, imagine uma corda e você tendo que andar sobre ele, até chegar no lugar almejado, imaginou? Pois é dessa forma o reino de Deus, as vezes agente anda numa corda bamba, mas temos que andar em linha reta, não podemos olhar para os lados temos que olhar para o alvo que é Cristo! Não podemos ter um coração inconstante, um dia eu sou crente, outro dia eu já não sou. Hoje eu tenho fé, daqui a meia hora eu já não sei, misericórdia! Não seja assim! Seja integro, constante!

“Cria em mim, ó Deus um coração puro, e renova em mim um espírito reto.” Salmos 51: 10

Quando estiver vacilante, leia esse versículo, faça essa oração de Davi! Pois o mundo tem que ver estas características em nós, já que se falar hoje em integridade é raro!

3. TEMER A DEUS:
Temer a Deus amo muito, esse principio, antes eu não sabia da importância deste em nossa vida, alias nem sabia o que realmente significava temer a Deus. Você sabe?

Bem, temer a Deus, não é TER MEDO de Deus! Muitas pessoas hoje têm essa noção de Deus. Elas só buscam a Deus porque tem medo de ir para o inferno, ou de ser castigada, elas têm Deus como um Deus vingador, um Deus longe. Mas essa é uma visão errada, Deus é um Deus que está perto, que procura esta perto de nós, se sofremos não é por Seu castigo, mas como conseqüência de nossos pecados.

Temer a Deus é Respeitar, é Honrar! Quando você é um jovem temente a Deus, você O respeita, você dá honra a Ele, em suas atitudes, em seus pensamentos, palavras.

E o que há de mais bonito nisto, é que há um segredo neste principio, ele tras consigo outro presente, quando você teme a Deus, você ganha esse presente! Que presente é essa Déh? =)

Esse presente se chama: SABEDORIA

A palavra de Deus diz que o temor de Deus é o principio para a sabedoria! Jovem quando você teme a Deus, você adquire sabedoria, quando o seu temor é fator de decisão em tudo o que faz ou fala, você usa de sabedoria nisto.

Outra coisa interessante para nós jovens neste principio é que ele se adéqua ate na escolha de seu futuro cônjuge! É serio!

“Enganosa é a graça e vaidade a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.” Pv. 31: 30

Mulheres não se foquem na beleza, ela é passageira, ela até cansa, mas tenha como objetivo ser uma mulher temente a Deus. Isto vai chamar a atenção do homem de Deus para sua vida!Você será louvada, e se diferenciará das outras. Homens, digo o mesmo, busque uma mulher temente a Deus, pois ela será sabia e virtuosa e seu valor excede ao das jóias mais preciosas, é difícil de achar!

4. DESVIAR-SE DO MAL:
Jó desviava-se do mal, ele não brincava com o pecado, ele não brincava de servir a Deus. A palavra de Deus diz que temos que fugir do pecado, fugir da prostituição, fugir das paixões humanas e na Bíblia vemos o exemplo de José, que para não cometer adultério fugiu da mulher de seu chefe!

Talvez você esteja pensando, mas isso é ser radical, e eu digo servir a Deus requer ousadia, se você sabe que aquilo te faz pecar ou pode te afastar de Deus, fuja, passe a kilomêtros de distancia e se fortifique no Espirito!

Se você peca e justifica porque a carne é fraca, entenda: Pecado não é VITAMINA!

Gostaria de que você entendesse uma coisa se desviar do mal está intimamente ligado com uma palavra: ALIANÇA! Quando o pecado vier e bater na sua porta lembre-se da aliança que você fez com Deus! Seja fiel à ALIANÇA, vale a pena lutar por nossas alianças, faça a diferença nesta sociedade, que prefere romper do que lutar pra permanecer; e entenda que o ouro pra ficar mais polido tem que passar pelo fogo, e agente para crescer também temos que ser aprovados. Por isso se desvie do mal, ESCOLHA DEUS!

Enfim, Jó tinha todas essas virtudes e passou pela prova, permanecendo fiel a Deus. Questionou a Deus? Sim, questionou, mas não blasfemou, não murmurou. E saiu da prova agradando mais ainda a Deus, e conhecendo mais ainda a Deus.

Espero que você tenha conseguido chegar até o final deste post, pois creio que se a resposta foi sim é porque você era pessoa que Deus queria falar e creio que você foi muito abençoado(a), assim como eu.

Fique na paz e amo você em Cristo! Até a próxima!


Autor: Deborah Lauriane

Venha buscar sua conquista.  

By Paulo Cesar

Meu amado(a) se tudo esta bem com você e sua familia em todos os sentidos, fique em casa vendo televisâo ou descansando . Mas se você e sua familia precisam de uma conquista e de um milagre,nâo percam a semana da conquista. Deus vai fazer o sobrenatural na sua vida e de sua familia.

Estrada Adhemar Bebiano, 3805 - Inhaúma  prox. ao Supermercado Guanabara.

O Verdadeiro Amor Cristão  

By Paulo Cesar

"Estudo Bíblico sobre: "O Verdadeiro Amor Cristão"


Texto: João 13:34
Introdução
I – Quais suas principais características?
Ser divino
Ser o maior dos dons de Deus
Ser um mandamento de Jesus Cristo

II – A que ele nos conduz?
A refletir Jesus em nossas vidas
A buscar a Deus
A agir pelo Reino de Deus
Conclusão


O SERMÃO


Falar de amor é uma coisa relativamente fácil. A palavra amor tem uma abrangência muito ampla, por exemplo: amo minha esposa, amo meus filhos, meus pais, meus livros, minha profissão, minha casa ou meu carro e por aí vai…
Mas na verdade, o amor de que quero falar é o verdadeiro amor cristão.
Quando Deus ditou a Moisés a Lei, entre centenas de instruções uma se destacou e ficou conhecida como a Lei Régia. Esta se encontra no livro de Levíticos capítulo 19, verso 18, que diz assim:
“Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Levíticos 19.18
O próprio Jesus quando indagado por aquele jovem rico sobre o que poderia fazer de bom para alcançar a vida eterna , respondeu: “guarda os mandamentos” e enfatizou ainda “amarás a teu próximo como a ti mesmo”, este episódio é narrado no Evangelho de Mateus no capítulo 19, versos de 17 a 19.
Mas desde a instituição da Lei mosaica até a vinda de Jesus, parece que os homens não entenderam este mandamento, ou se entenderam fizeram-se de desentendidos. Uma ou outra coisa. Fato é que o amor que Deus esperava dos homens não foi praticado.
A dificuldade dos discípulos e portanto de seus contemporâneos, em compreender a mensagem expressa na Lei Régia era tão grande que foi preciso que Jesus viesse à presença deles e os amasse para então reescrever aquela Lei de Deus. Na nova configuração então Jesus falou a seus discípulos que eles deveriam mirar-se em seu amor. Amor que naquele momento lhes estava sendo dado e os instruiu para que o aplicasse entre eles. Do mesmo modo, contextualizando esta porção da Palavra de Deus que acabamos de ler é que sabemos que seguindo nos passos de Jesus devemos amar o nosso próximo.
O verdadeiro amor cristão – Quais são suas principais características?
É um amor divino – Todo amor emana de Deus, assim aquele que não ama não conhece a Deus. Na Primeira Carta de João, no capítulo 4, verso 7, o apóstolo diz:
“Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus, e todo aquele que ama é nascido de Deus, e conhece a Deus”. I João 4.7
O amor procede de Deus, portanto é um dom divino. E esta é uma outra das características a que nos referimos. O amor é um dom de Deus. Na verdade o amor é o maior dos dons de Deus, que nos é ofertado graciosamente.
O apóstolo Paulo, em uma das passagens mais belas de suas cartas, cita na Primeira Epístola aos Corintios, capítulo 13, a grandeza deste verdadeiro amor cristão, e termina assim no verso 13:
“Agora pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor”. I Coríntios 13.13
Outra característica do verdadeiro amor cristão que não podemos deixar de observar é que ele como vimos é um mandamento de Jesus Cristo. Ë preciso que entendamos definitivamente que este mandamento foi nos dado por Deus para ser cumprido.
Ora, não mal comparando, façamos um paralelo com estes sensores óticos espalhados nos cruzamentos pela cidade. Ao vê-los, lembramos que não podemos infringir a lei do trânsito e passar com o sinal fechado. E se o fizermos seremos multados.
Da mesma forma precisamos entender os mandamentos de Deus com clareza. Eles nos foram dados para serem cumpridos. E se não forem cumpridos seremos “infratores da lei” e consequentemente, então, seremos “multados”. Como? Não sei, nem serei eu a profetizar coisas desagradáveis, mas é certo, que quando descumprimos este mandamento estamos desagradando ao nosso Deus.
Jesus, no Evangelho de João, no capítulo 13, verso 35, nos diz:
“Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns com os outros”. João 13.35
O verdadeiro amor cristão nos conduz a refletir Jesus em nossas vidas, ao nosso próximo, e isto só é possível através do amor.
Precisamos ser reconhecidos como discípulos de Jesus, precisamos refletir o amor de Jesus.
Uma ocasião um jovem crente, contava que em uma reunião de amigos havia uma determinada pessoa com quem ele não tinha muita afinidade. Porém, respondendo a um chamado de seu coração, aproximou-se dele e, amavelmente, valorizou sua presença naquela reunião, dando-lhe as boas vindas, agradecendo por ele estar ali.
Para a sua surpresa, em uma outra oportunidade, aquela mesma pessoa o abordou e o agradeceu pelo carinho que ele havia lhe dispensado naquele ocasião. Acontece que naquele tal dia o homem encontrava-se abatido. Derrotado dentro de si mesmo, e com aquela demonstração de amor ele revigorou-se e encontrou forças para superar as suas dificuldades.
Isto é o verdadeiro amor cristão. Diante deste testemunho, vem a minha mente uma verdade que deve ser o nosso estandarte. Precisamos além de deixar que brilhe cada vez mais o amor de Jesus em nossas vidas, também reconhecê-lo em nosso próximo. Isto é um desafio constante para o cristão.
Reconhecer Jesus em nosso próximo dentro dos muros de nossa igreja é tarefa fácil. Afinal somos da mesma família. Professamos a mesma fé. Mas o verdadeiro amor cristão projeta-nos para fora dos muros e lá encontramos um outro mundo, muitas vezes imundo e carente de Jesus, portanto, mais do que nunca devemos deixar que este amor brilhe.
Assim como refletimos a Jesus através de seu amor, precisamos também reconhece-lo naquela sociedade de excluídos, como crentes comissionados por Jesus Cristo para sermos os portadores do Evangelho da Salvação.
O verdadeiro amor cristão nos conduz a buscar a Deus, e como chegar até Ele? Como praticar este amor diante de Deus?
Na Palavra de Deus encontramos orientações claras para nos apresentarmos diante do Senhor, podemos ler no Segundo livro de Crônicas, capítulo 7, verso 14:
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e me buscar, e se converter de seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” . 2 Crônicas 7.14
Temos que buscar a Deus em oração, com temor, ou seja, com humildade diante da sua majestade, e Ele ouvirá as nossas orações, nos perdoará e nos abençoará. Que Deus misericordioso!
Precisamos estar conscientes de nossas responsabilidades, porque este amor cristão nos coloca em ação. Estarmos preparados para agir pelo Reino de Deus.
Sabemos que somos salvos pela fé no sacrifício de Jesus Cristo, mas o apóstolo Tiago em sua epístola no capítulo 2, verso 26 nos diz:
“Porque assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta”. Tiago 2.26
No momento que nos colocamos a praticar o verdadeiro amor cristão, somos levados pelo Espirito Santo de Deus a agir. E esta ação SEMPRE estará centrada no nosso próximo. O ensinamento que Tiago nos dá é que não somos salvos pelas boas obras mas PARA as boas obras, e as boas obras refletem na verdade a prática deste amor.
Gostaria de desafiar a cada irmão neste momento a refletir sobre sua vida cristã. Você tem cumprido com o mandamento de Jesus Cristo? Qual tem sido seu testemunho cristão? Você tem sido reconhecido como discípulo de Jesus pelo amor que tem irradiado? Qual a sua contribuição para sua igreja?
Estas questões devem estar constantemente em nossos corações, como forma de nos orientar a agir com amor a favor de nosso próximo. Será que você ama as coisas e usa as pessoas, ou ama as pessoas e usa as coisas!


Autor: Pr Márcio Antunes Vieira
Fonte: Esboçoes de Sermões