A resposta está na caixa-preta!  

By Paulo Cesar


A morte inesperada de muitas pessoas de uma vez só revolta muita gente. Pergunta padrão: “Onde está Deus que não impede essas desgraças?”

Claro nessas horas é preciso encontrar um culpado. É tão bom achar um bode expiatório. Simplifica tudo! É o "Biotônico Fontoura" dos problemas, é a "Pomada Minancora" das tragédias...tem 1001 utilidades, cura e cicatriza tudo!

Pensem...a culpa não pode ser da Airbus, porque a mega-empresa tem muitos acionistas, é muito caro culpá-los. A culpa não pode ser da Air France porque a estatal francesa tem muitos acionistas, é muito caro culpá-los, o piloto...hummm..fica mais fácil...piloto não tem acionistas, botar a culpa nele é sempre mais fácil, mas tem o sindicato...aí a coisa pode complicar!

Bode expiatório...e agora? Eureka! Vamos botar a culpa em Deus...afinal Deus não existe! Pelo menos não tem acionistas na bolsa. As ações se existissem estariam em baixa, pois na bolsa, tudo é crise de confiança. Se existisse, a tragédia não ocorreria, afinal tem tanta gente falando em nome dele mesmo, tantas correntes e pensamentos, onde estão eles agora? Quem são os representantes dele agora?

Quem sabe a resposta disso tudo não está na caixa-preta? Não procuram por ela desesperadamente? Então a resposta está lá dentro! Quem diria.. levantem da tumba Platão, Einstein e Freud! A resposta para tudo está numa caixa! É simples assim! Os ateus, os materialistas, os filósofos de plantão, os reducionistas acharam o seu "Biotônico Fontoura", a cura de todos os males"!

E a confraria dos Ateus? Porque eles não aceitam um convite que eu faço agora. Vamos convidar um monte de ateus da espécie humana, ateus-engenheiros, ateus-politicos, ateus-jornalistas,ateus-médicos, ateus-ricos, ateus-pobres, não importa..ateus-qualquer coisa, e coloquemos eles dentro de um avião. Pode ser da Boeing ou da Embraer, vamos poupar a Airbus não quero criar mais um problemas para seus acionistas.

Vamos subir com esse avião a 11 mil metros de altitude e desligar as turbinas...sabe qual a última palavra gravada na caixa-preta?

SOCORRO MEU DEUS!

Ué? Estranhou? Mas a resposta está sempre na caixa-preta! A caixa-preta é a resposta de todos os males que afligem a humanidade.

Ao nascermos e habitarmos neste mundo estamos sujeitos a tudo que o mundo oferece. Estamos sujeitos ao que é bom e ao que é ruim. O mal existe e somos autores ou vítimas do mesmo. É fácil ser vitima, dificíl é admitir que somos os autores.

Sem sombra de dúvidas, o avião é um dos maiores avanços tecnológicos que existem. É fruto da inteligência humana, mas como o próprio ser humano, é frágil e limitado. Somos vítimas de nossas limitações. Tudo no homem material é limitado, passível de erro e de morte.

E a situação espiritual das vítimas e das famílias? As vítimas morreram repentinamente. Certamente não passava na cabeça de nenhum dos tripulantes a morte repentina. Deve ser horrível morrer sem estar preparado. A morte exige preparação. Estar preparado para a vida, implica em estar preparado para a morte. A única certeza que temos na vida, é que um dia morreremos, o resto é lucro ou prejuízo. A morte é democrática, ampla geral e irrestrita. Acima de tudo ela nos posiciona no nosso referencial mais próximo do chão. Afinal somos pó e para ele voltaremos. Uma vez sujeitos a morte, precisamos repensar a vida: O que estamos fazendo com nossas vida? Como estamos espiritualmente? E se a morte nos pegasse de surpresa, como estaríamos? Surpresa? Será que isso deveria nos supreender?

Aos parentes das vítimas, resta confiar na misericórdia divina sobre todos os que morreram. E a nós, que escrevemos a história da nossa vida com pena de nanquim e tinta de sangue, temos que pensar e repensar nossa vida e crer que o sentido de nossa vida está em Deus, pois a vida é um pequeno intervalo de tempo que entrou de penetra na eternidade.

Querem encontrar a caixa-preta. Procurem...

This entry was posted on 19:02:00 . You can leave a response and follow any responses to this entry through the Assinar: Postar comentários (Atom) .

0 comentários