Mulher Virtuosa ou mulher virtual?  

By Paulo Cesar





Deus registrou em sua Palavra (Pv. 31), o que espera da mulher virtuosa. Trabalhadora e esforçada, ela não come do pão da preguiça: empreendedora, ela multiplica os talentos que Deus lhe deu; sábia por conhecer a Palavra, ela é ajudadora de seu marido e não cabeça. Orienta os filhos nos caminhos la lei perfeita e é sempre atenta ao andamento da casa, distribuindo e administrando as tarefas sem perder o controle do lar. Ela não é consumista, mas consumidora zelosa que busca o que há de melhor para alimentar e vestir a família sem desperdiçar sua renda com futilidades. É honrada pelo seu marido e pelos filhos, porque sabe servir, mas impõe respeito. Não é manipulável, mas cordial, meiga e toma posse do seu lugar. Será que, nos dias de hoje, é possível ser essa mulher virtuosa em meio ao feminismo, à tecnologia, à industrialização, à busca da juventude eterna, ao massacre da beleza externa, ao consumismo desenfreado e ao valor do supérfluo em detrimento do divino? Sim, é possível! Basta ser uma mulher temente a Deus e ter sua Palavra gravada no coração. Mulher, sua maior virtude é ser segundo o coração de Deus. Além de mulher, mãe e esposa, ser produtiva também em outras áreas, desenvolvendo sua plenitude. Esse é o padrão de Deus para a mulher. Ao seguir o modelo apresentado por Deus, ao contrário do que a maioria pensa, a mulher é livre e feliz. Deus abençoe as mulheres!"

Algumas mulheres virtuosas e suas qualidades
Dorcas – Misericórdia (At 9:36-42)
Lídia – Temor (At 16:14)
Rute – Fidelidade (Rt 1:4;16)
Abigail – Prudencia (I Sm 25:33)
Ana – Persistência (I Sm 1:11-15)
Sara – Fé (Hb 11:11)
Maria e Maria Madalena – Zelo (Mt 27:61;28:1)
Ester – Sabedoria (Et 5:8-12)
Extraido: Meditações Luz e Vida 2011 (JMM) por Maria Aparecida Compagnoli